Digital representation
Digital representation thumbnail

Horácio Novais e Herdeiros

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/CPF/HN
Title type
Atribuído
Date range
1925 Date is uncertain to 1988 Date is uncertain
Prominent dates
Séc. XX
Dimension and support
Dimensão: 198 doc. fotográficos, 35mm, 210mm, 4x5cm, 9x12cm, 12,5x10cm, 13x18cm, 30x24cm. Suporte: vidro, papel, plástico.
Biography or history
Horácio Novais nasceu em 1910 e faleceu em 1988.

Fotógrafo, proveniente de uma família de fotógrafos, seu pai Júlio Novaes, os tios António e Eduardo Novaes, os meios-irmãos Lucília e Mário e o cunhado Kurt Pinto.

Quando o pai morre em 1925, teve de ir trabalhar e assim inicia o seu trabalho com 15 anos, como seu meio-irmão Mário Novais, no estúdio que ele tinha em casa. Ao fim de cerca de dois anos, e até 1931, através de Joshua Benoliel, seu amigo, trabalhou como repórter fotográfico no jornal "O Século", onde teve a cargo também o trabalho de laboratório. É o início da sua atividade como fotojornalista.

Cerca de 1932, com estúdio próprio em Lisboa, na praça Luís Camões passou a trabalhar como fotógrafo independente, tendo mais tarde mudado para a rua da Horta Seca, onde se manteve até à sua morte, em 5 de dezembro de 1988.

Colaborou no "Diário de Lisboa", em "A Batalha", na "Ilustração" e em "O Notícias Ilustrado", onde publicou reportagens fotográficas, assumindo a qualidade de fotógrafo de encomenda. Em 1931-32 foi correspondente do jornal madrileno "Ahorta".

A sua faceta de fotógrafo de arte esteve patente nas exposições individuais e coletivas e nos concursos em que participou. O trabalho de Horácio Novais foi reconhecido em vários artigos dos jornais e revistas da época, o livro de assinaturas das exposições registam a presença e elogio de artistas seus contemporâneos.

Em 1934 nos Salões da Sociedade de Propaganda de Portugal apresentou a sua última exposição individual. A partir daí, por vontade própria, só passará a participar em coletivas e concursos; pode-se referir em abril de 1936, a exposição "Uma viagem através de Portugal, organizada pelo jornal "O Século", em junho de 1947 a exposição "Primavera em Flor", no Instituto Superior de Agronomia, onde ganhou o primeiro prémio com a fotografia Tulipas, em maio de 1956 a "I Exposição dos Repórteres Fotográficos, na Casa da Imprensa.

Relacionou-se com artistas da época, colaborou com arquitetos – Cristino da Silva, Raúl Lino, Jorge Segurado, Cassiano Branco, Carlos Ramos, Pardal Monteiro, Keil do Amaral entre outros - fotografando edifícios e maquetas; com pintores – Almada Negreiros, Carlos Botelho, Mário Eloy, Eduardo Malta, Stuart Carvalhais, Carlos Calvet etc. - que retratou e reproduziu as suas obras, registando exposições.

Horácio Novais efetuou, até aos anos 50, um trabalho de carácter oficial, destacando-se a sua participação como fotógrafo nas Comemorações dos Centenários, em 1940.

A fotografia industrial é também uma vertente na sua obra, tendo trabalhado para a Philips, Sorefame, CUF entre outras empresas.

Trabalhou em cinema, foi diretor de fotografia no filme "Planície Heroica" de Perdigão Queiroga em 1953 e fotógrafo de cena nos filmes "Canção de Lisboa", "Pupilas do Sr. Reitor", "Trevo de Quatro Folhas" e "Revolução de Maio".

Durante 60 anos de trabalho fotografou manifestações sociais, culturais e políticas, nomeadamente os acontecimentos do 25 de Abril.
Functions, ocupations and activities
Fotógrafo
Internal structure/genealogy
Horácio Novais (1910- 1988) é filho do segundo casamento de Júlio Novaes (1867-1925) com Maria José Novaes, sobrinho dos fotógrafos António Novaes (1855-1940), Eduardo Novaes (1857-1951) e do pintor Alfredo José Henriques Novaes. Os seus tios adotaram como apelido o nome da mãe (Fábia Emília Novaes) e não Henriques, do pai José Marcelino (1817-?).

Horácio teve uma irmã, Gabriela e dois meios irmãos, Lucília Amélia (1896-1961) e Mário (1899-1967), também fotógrafos. Lucília, uma das primeiras fotógrafas e retratistas portuguesas casou com um outro fotógrafo de renome Kurt Pinto (1887-1959), o fotógrafo oficial da construção da Central Tejo, hoje Museu da Eletricidade.

Horácio Novais casou com Ilda Maggiolly (1907-?), com quem teve dois filhos Júlio e Mário Maggioly Novais.
Custodial history
O espólio deste fotógrafo esteve à guarda dos seus herdeiros até ser adquirido pelo Centro Português de Fotografia e pela Fundação Calouste Gulbenkien.
Acquisition information
Documentação adquirida por compra à Fotografia Horácio Novaes, Herdeiros, em 1998. Deram entrada em conjunto com a documentação equipamentos fotográficos.
Scope and content
A documentação que integra este fundo apresenta reproduções de obras de arte (pintura, tapeçaria, azulejo), documentos, assuntos políticos (Sessões da Assembleia Nacional do Constituinte entre 1911 e 1920), personalidades (Afonso Costa, rei D. Manuel II, Teófilo Braga, Bernardino Machado e Manuel de Arriaga), retratos, hotéis (Hotel Palace do Bucaço e Hotel Miraparque), vistas da cidade de Lisboa.

Muitas destas fotografias serão reproduções de fotografias de seu pai, Júlio Novaes, dado o período cronológico.

Este conjunto integra ainda material fotográfico, de laboratório e acessórios, que foram integrados na Coleção Câmaras e Equipamentos Fotográficos do CPF, e publicações que foram integradas na Biblioteca Pedro Miguel Frades, do CPF.
Arrangement
Ordenação numérica sequencial, com duas unidades de instalação para as "cartes-de-visite" e cartões estereoscópicos.
Access restrictions
Acessível em formato digital. O acesso aos documentos encontra-se sujeito a algumas restrições tendo em conta o tipo dos documentos, o seu estado de conservação, o fim a que se destina o acesso. O serviço informa, caso a caso, as opções disponíveis.
Conditions governing use
A reprodução de documentos encontra-se sujeita a algumas restrições tendo em conta o tipo dos documentos, o seu estado de conservação, o fim a que se destina a reprodução, às normas que regulam os direitos de propriedade, legislação sobre os direitos de autor, direito à imagem e demais legislação em vigor aplicável, bem como outros requisitos decorrentes da aquisição. A utilização da reprodução para efeitos de publicação está sujeita a autorização do dirigente máximo do CPF. O serviço informa, caso a caso, as opções disponíveis.
Language of the material
Português
Other finding aid
Catálogo em linha "Digitarq"
Related material
Relação completiva: Portugal, Centro Português de Fotografia, existe 1 prova fotográfica na Coleção Nacional de Fotografia, 9 provas na Sub-Coleção Alcídia e Luís Viegas Belchior e 42.751 doc. fotográficos de Horácio Novaes na Colecção da Fundação Calouste Gulbenkian. PT-CPF-FCG.
Publication notes
Fontes de Informação: Eugénio de Andrade, Fundação. 2006. A Fotografia Revolucionária; Lisboa, Câmara Municipal. 1996. António Novaes 1903-1911; Sena, António.1998. História da Iamgem Fotográfica em Portugal; http://joaodecastro.com/port/about/bio_Joao_de_Castro_2015.pdf; Informação do filho Mário Maggioly Novais.
Notes
Nota ao Produtor e à História biográfica: O apelido Novaes apresenta a ortografia da época, em conformidade com as biografias existentes dos membros mais antigos da família, e a ortografia atualizada no caso dos irmãos Lucília, Mário e Horácio, de acordo com os próprios.