Herdeiros de Manuel Alberto Faria

Description level
Collection Collection
Reference code
PT/CPF/HMF
Title type
Atribuído
Date range
1896 Date is uncertain to 1934 Date is uncertain
Dimension and support
Dimensão: 42 doc. fotográficos de 9x12cm, Suporte: vidro Polaridade: negativos Cor: p/b . Processo fotográfico: gelatina e sais de prata
Extents
1 Caixas
0,65 Metros lineares
Biography or history
Francisco Pinto Moreira terá nascido por volta de 1860 e falecido em 24 de novembro de 1934 na Ordem do Carmo, no Porto, onde vivia como particular.

Casou com Laura Alvares Montes, não teve filhos e residiu no nº 209 da Avenida da Boavista, no Porto, em casa mandada construir por si. Esta casa tinha uma instalação elétrica, algo inovador para a época.

Foi guarda-livros e principal delegado da Companhia de Gás do Porto de 1897 a 1907. Entre 1907 e 1917 foi diretor da Companhia de Gás e Eletricidade do Porto. Em 1918, a empresa passou a ser gerida pela Câmara Municipal do Porto, sob a denominação “Serviços Municipais do Gaz e Electricidade” e Francisco Pinto Moreira assumiu funções de chefe de contabilidade até 1922. Em dezembro de 1918, aquando da municipalização do serviço, a Câmara abre um processo de auditoria administrativa e suspende Francisco Pinto Moreira das suas funções de Diretor de Serviços, o que dará origem a um processo de sindicância, por eventuais atos de falta de lealdade. Este processo decorreu entre 1918 e 1928.

Em 1920, juntamente com os engenheiros Rodrigo António Machado Guimarães e Tomás Joaquim Dias, encabeça a "Comissão auxiliar, encarregada de dar parecer sobre diferentes pontos técnicos da proposta de fornecimento de energia eléctrica, apresentada pela Empreza das Minas de Carvão de S. Pedro da Cova, Lda., no concurso realizado em 15 de Outubro de 1920". Este projeto envolveu exame às projetadas quedas de água de Azeveda, no rio Alvadia, quedas da Chinchela, Bogalhal, Espinhaço e Moitinha, no rio Côa e às Minas de S. Pedro da Cova.

Durante mais de 21 anos trabalhou, acompanhou e fez pareceres na área da eletricidade. Visitou as principais instalações de gás e eletricidade de vários países da Europa (Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Suíça, Bélgica e Itália).

Da sua atividade como fotógrafo pouco se sabe, para além da existência destes negativos. Sabe-se também que tinha uma oficina/laboratório no fundo do jardim da sua casa, segundo informações passadas por sua sobrinha Maria das Dores Moreira Salvador à família de Manuel Alberto Rodrigues de Faria, comprador da casa de seu tio.

Foi sepultado no jazigo de família de sua mulher, no Cemitério do Bonfim, conforme sua vontade.
Geographic name
Porto
Functions, ocupations and activities
Guarda-livros e principal delegado da Companhia de Gás do Porto. Diretor da Companhia de Gás e Eletricidade do Porto. Chefe de contabilidade dos Serviços Municipais do Gaz e Electricidade. Durante mais de 21 anos trabalhou, acompanhou e fez pareceres na área da eletricidade.
Internal structure/genealogy
Francisco Pinto Moreira era filho de João Pinto Moreira Júnior e de Ana Emília Gonçalves Moreira.

Teve duas irmãs, Ermelinda Gonçalves Moreira e Rosa Gonçalves Moreira. A irmã Ermelinda Gonçalves Moreira casou com um engenheiro eletrotécnico de nome Salvador e teve duas filhas, a Maria Emília e a Maria das Dores. Francisco Pinto Moreira casou com Laura Montes Moreira, filha de Manoel Alvares Montes, e não tiveram filhos.
Custodial history
Estes negativos, entre outros documentos fotográficos, são da autoria de Francisco Pinto Moreira que na altura da sua morte, os deixou de herança, conjuntamente com a casa onde morava, a sua irmã Ermelinda Gonçalves Moreira e sobrinha Maria das Dores Moreira Salvador.

Em 1965, a sobrinha Maria das Dores Moreira Salvador vende a casa a Manuel Alberto Rodrigues de Faria e Maria Matilde Châteuneuf Velez Mouta Faria, sua esposa. Os negativos bem como outros materiais foram encontrados na casa. O actual proprietário da casa é Camilo Cortesão, arquitecto portuense.
Acquisition information
Adquirida por doação em 2010 aos herdeiros de Manuel Alberto Rodrigues de Faria, representados pelo Artur Mouta Faria, seu filho, engenheiro de minas.
Scope and content
Este conjunto fotográfico apresenta imagens de um desfile em frente ao Hospital Militar do Porto, de frente à casa do autor das fotografias; imagens de um exercício de bombeiros num edifício na rua Conde de Samodães, em Vila Nova de Gaia; algumas reproduções de imagens de livros e/ou outras fotografias alusivas ao 31 de janeiro de 1891, no Porto; uma excursão de aeroplano em Paris no ano de 1914, e a Schloss Laufen, na Suíça. Há também um conjunto de negativos com retratos, que ainda não foi possível identificar.
Arrangement
Numeração sequencial numérica e cronológica.
Access restrictions
Documentação acessível ao público.
Conditions governing use
A reprodução de documentos encontra-se sujeita a algumas restrições tendo em conta o tipo dos documentos, o fim a que se destina a reprodução, às normas que regulam os direitos de propriedade e à legislação sobre os direitos de autor. A utilização da reprodução para efeitos de publicação está sujeita a autorização do Diretor de Serviços do CPF. O serviço informa, caso a caso, das opções disponíveis.
Other finding aid
Catálogo digital apartir do software DigitArq e ainda inventário disponível, produzido em folha de cálculo excel, no Centro Português de Fotografia.
Related material
Relação completiva: Existe 1 quadro com montagem de fotografias sobre a 1ª República, nos reservados da Câmara Municipal do Porto, doado pelos herdeiros de Manuel Alberto Rodrigues Faria.

Relação completiva: Arquivo dos Serviços Municipais do Gaz e Electricidade no Arquivo Histórico da Câmara Municipal do Porto.
Publication notes
Informação prestada por Artur Mouta Faria, filho de Manuel Alberto Rodrigues Faria.
Informação prestada por Camilo Cortesão, atual proprietário da casa do autor.
MOREIRA; Francisco Pinto, GUIMARÃES, Rodrigo António Machado, DIAS, Tomás Joaquim; Relatório da Comissão Auxiliar encarregada de dar parecer sobre diferentes pontos técnicos da proposta de fornecimento de energia electrica, apresentada pela Empresa das Minas de Carvão de S. pedro da Cova, Lda no concurso realizado em 15 de Outubro de 1920; Imprensa Social; Porto;1920.
MOREIRA; Francisco Pinto; Reclamação apresentada por Francisco Pinto Moreira à Auditoria Administrativa contra a Exmª Camara Municipal do Porto; Imprensa Social; Porto;1921.
MOREIRA; Francisco Pinto; Defeza apresentada por Francisco Pinto Moreira no processo de sindicância que lhe é movido pela Exmª Camara Municipal do Porto; Imprensa Social; Porto;1921.
MOREIRA; Francisco Pinto; Reclamação apresentada por Francisco Pinto Moreira à Auditoria Administrativa contra a Exmª Camara Municipal do Porto; Imprensa Social; Porto;1921.
AHCMP, Registo de Testamentos do Bairro Ocidental, A-PUB/5458, f.96v.Continua A-PUB/5459, f.1 - Testamento de Francisco Pinto Moreira, casado, aposentado de diretor dos Serviços Municipais de Gaz e Electricidade da cidade do Porto.
Creation date
23/05/2013 16:31:36
Last modification
18/03/2019 09:28:52
Record not reviewed.